F-São Paulo: Leonardos faz corrida heróica e conquista mais um pódio

Mesmo com problemas de motor e freio durante a sétima etapa da temporada, piloto da equipe Massoni Racing liderou 15 das 18 voltas da prova. Vitória foi do carioca Henrique Lambert.

A disputa pela primeira posição na sétima etapa da Fórmula São Paulo foi uma atração à parte na prova realizada neste sábado (19) no Autódromo de Interlagos, na Zona Sul da capital. O carioca Henrique Lambert e o paulista Felipe Leonardos (Opus Papéis/Sappi), líder e vice-líder do campeonato, respectivamente, protagonizaram a briga mais intensa do ano pela vitória, que só se definiu a três voltas do final com uma ultrapassagem de Lambert na freada do “Esse do Senna”.

Leonardos conquistou uma vaga na primeira fila no treino de classificação, mas acabou largando em primeiro após um problema com o pole position Raphael Abbate. Aproveitando-se da vantagem, Felipe liderou praticamente toda a corrida, apesar dos problemas de freio e de motor que enfrentou durante as 18 voltas. Partindo do final do grid em virtude de um problema de motor no treino de classificação, Lambert viu suas chances de assumir a liderança aumentarem com os problemas do líder, e passou a disputar a ponta antes mesmo da metade da prova.

“Acredito que esta tenha sido a corrida mais difícil do ano não só para mim, mas também para o Henrique”, enfatizou Leonardos, que apesar de perder a terceira vitória deste ano a poucos quilômetros da bandeirada, não se abateu com o resultado. “Segurei o Lambert tempo até demais, porque ele teve mais carro nessa corrida. Meus freios não funcionaram direito e, para piorar, meu motor também não rendeu bem. Quando vi que não teria mais como manter a posição sem provocar um acidente, procurei não dificultar e me contentar com o segundo lugar”, completou Felipe.

Os dois líderes, aliás, por pouco não se tocaram durante a corrida. Mantendo a linha de dentro, Felipe evitou seis tentativas de ultrapassagem do carioca no Esse do Senna e no Lago, as duas curvas que exigem mais eficiência dos freios neste circuito. “Estava difícil segurar a primeira posição porque eu tinha que começar a frear bem mais cedo que o Lambert. O que me ajudou é que ele tentou vir por fora na maioria das vezes. A três voltas do fim, fiz a tomada um pouco mais aberta, e ele me passou”, relembrou o piloto.

A disputa entre Leonardos e Lambert foi tão intensa que os dois admitiram ter esquecido de um fato importante sobre essa corrida: os pneus usados na prova deste sábado serão reaproveitados na oitava corrida do ano. “Cuidamos mal dos pneus, e por isso acredito que na próxima prova possamos ter problemas”, ponderou Leonardos. “Mas eu, pelo menos, não tinha outra opção. Precisava vencer essa etapa para manter boas chances no campeonato, e arrisquei tudo o que pude. Ainda restam três corridas, mas esse resultado deve fazer diferença no final da temporada”, lamentou.

Com o resultado deste sábado, Lambert chegou a 80 pontos no campeonato. Leonardos se manteve em segundo, com 67 (já considerados os três descartes previstos pelo regulamento). Restando três corridas, o carioca ficou bem mais perto do título, um resultado reconhecido por Leonardos neste fim de semana. “Tenho que dar os parabéns ao Lambert pelo bom trabalho feito por ele nesta temporada. Também quero agradecer a toda a minha equipe e a todos os que me apoiaram neste ano. Tivemos uma disputa limpa hoje, que tornou a corrida de nós dois muito mais prazerosa, e com certeza estaremos na briga pela vitória nas três provas finais”, encerrou Felipe.

Os seis primeiros colocados na sétima etapa da Fórmula São Paulo foram:

1) Henrique Lambert, 18 voltas em 32min04s457
2) Felipe Leonardos, a 2s616
3) Jorge Calaça Neto, a 8s629
4) Arthur Gaggini, a 9s258
5) Michel Aboissa, a 29s664
6) Leandro Florenzo, a 36s054

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *