F1: Acidente deixa GP de Mônaco em bandeira vermelha

Um forte acidente a oito voltas do final paralisou o GP de Mônaco em bandeira vermelha.

O alemão Adrian Sutil (Force India) que vinha em 4º,  teve o pneu traseiro
direito furado, atrás dele vinha um pelotão de carros. O britânico Lewis
Hamilton (McLaren) freou para não bater em di Resta, e levou um toque do espanhol Jaime
Alguersuari (Toro Rosso), que bateu no guard-rail. Para não bater no espanhol o
russo Vitaly Petrov (Renault) bateu forte de frente no muro.

 

Com dores em uma perna, Petrov acionou a ambulância e em consequencia
a bandeira vermelha, paralisando a prova. O russo foi levado para um hospital.

 

Os pilotos levaram os carros para o grid. Antes da paralisação
o alemão Sebastian Vettel (Red Bull), o espanhol Fernando Alonso (Ferrari) e o britânico
Jenson Buton (McLaren) faziam um intenso duelo pela vitória, separados por
menos de um segundo.

 

O brasileiro Rubens Barrichello (Williams) ocupa a 10ª posição.

 

O brasileiro Felipe Massa (Ferrari) abandonou depois de
bater na saída do túnel, na metade da prova. Momentos antes ele havia levado um
toque de Hamilton na  Loews, danificando a suspensão
dianteira da Ferrari.

 

A prova foi paralisada na 72ª, de 78 voltas programadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *