F1: Advogado da McLaren diz que apelação é admissível

Após ver Lewis Hamilton perder a vitória no Grande Prêmio da Bélgica por uma suposta ultrapassagem irregular sobre Kimi Raikkonen, a McLaren decidiu apelar à Federação Internacional de Automobilismo. O julgamento acontece nesta segunda-feira, em Paris. No início das atividades, Mark Philips, advogado da equipe, teve que convencer que a apelação é admissível.

“Milhões de pessoas assistiram Lewis Hamilton receber a bandeirada em Spa no dia 7 de setembro”, afirmou o advogado. “A questão era quando, e não se, ele (Lewis Hamilton) ultrapassaria Kimi Raikkonen”, declarou o representante dos interesses da equipe britânica.


Mark Philips argumenta que o piloto inglês devolveu a vantagem a Raikkonen. “Ele não tinha outra escolha além de pegar uma rota de escape, foi uma decisão que ele tomou no último segundo naquela chicane”, declarou o advogado.


Durante o julgamento, Mark Philips publicou uma gravação de rádio entre Dave Ryan, diretor esportivo da McLaren, e Charlie Whiting, diretor da prova, no momento da ultrapassagem de Lewis Hamilton sobre Kimi Raikkonen.


“Você acredita que foi ok? Ele deu a posição de volta”, disse Ryan. “Eu acredito que foi. Sim”, respondeu Whiting. “Você acredita que foi ok”, reforçou o dirigente da McLaren. “Eu acredito que foi ok”, repetiu o diretor de prova, segundo a gravação divulgada.


O próprio Lewis Hamilton apresentará sua versão para os acontecimentos durante o julgamento. Hoje com apenas um ponto de vantagem sobre Felipe Massa, o piloto britânico abriria sete pontos caso consiga recuperar a vitória.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *