F1: Albon diz que se sentiu “de volta à estaca zero” após promoção na Red Bull

Piloto tailandês diz que agora quer aproveitar a pré-temporada ao máximo para campeonato de 2020

 

Alex Albon estreou na F1 no início de 2019 na Toro Rosso, uma chance que ganhou quando estava perto de começar jornada na Fórmula E, na equipe Nissan.

 

Uma forte primeira metade da temporada, combinada com o oposto de Pierre Gasly na Red Bull, levou a uma convocação no meio do ano para que Albon fizesse parceria com Max Verstappen.

Albon também conseguiu uma participação em tempo integral na Red Bull em 2020 e disse que “apenas estar com a equipe” seria um impulso significativo à estabilidade no próximo ano.

 

“Agora estou familiarizado com a Fórmula 1”, disse Albon ao Motorsport.com. “O ambiente, pelo menos, será um pouco mais normal.”

“Mesmo este ano não foi tão normal. Foi quase como se eu tivesse aprendido uma boa parte da Fórmula 1 com a Toro Rosso, e como ela estava funcionando.”

“E mudou. Foi quase como voltar um pouco à estaca zero. Mas pelo menos agora temos uma base sólida, em que será um trabalho mais seguro em direção a Melbourne [na abertura do campeonato].”

Albon disse que seu trabalho não mudará no período de férias e no início do próximo ano com a Red Bull.

Ele disse que seu objetivo ainda será sessão por sessão, e ele estará buscando progresso e como ele pode impulsionar a equipe em determinadas áreas.

No entanto, um elemento que ele está ansioso em fazer a diferença é a pré-temporada, pois acredita que sua mudança no meio do ano significou que ele estava limitado em quanto poderia melhorar.

“Você não pode mudar tanto [em um final de semana de GP], porque não pode se arriscar”, disse Albon. “Mas acho que agora a equipe realmente entende o que eu quero no carro.”

“É aí que realmente podemos começar a focar. Ao testar, a atmosfera é obviamente um pouco diferente.”

“Você tem melhores comparações, não apenas no TL1 e TL2, quando você tem quatro horas entre uma sessão e coisas assim.”

“Então será um bom momento na pista. E é um momento muito importante em que você precisa realmente se concentrar no seu tempo e garantir que está aproveitando ao máximo.”

“Porque mesmo se dissermos que é hora de aprender e experimentar, só temos três dias para testar antes de chegarmos a Melbourne.”

“Ainda estamos limitados, mas é melhor que nada, é claro.”

Fonte: Motorsport.com.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *