F1: Alonso crê em igualdade

Hoje, Hamilton soma 107 pontos, contra 103 de Alonso. A última prova da temporada está marcada para o dia 21 (domingo), no Brasil.

 


“Eu tenho toda a boa intenção do mundo. Não vão mudar as coisas na equipe. Sempre foi difícil a segunda parte do ano e segue sendo difícil. Eu creio que no final os carros vão estar iguais, vão dar as mesmas oportunidades aos dois (eu e Hamilton)”, comentou o espanhol.


No último sábado, Alonso chegou a ficar revoltado com a absolvição de Hamilton e anunciou sua desistência na briga pelo título do Mundial de Pilotos. O inglês estava sob suspeita de ter causado o acidente entre o australiano Mark Webber, da Red Bull, e o alemão Sebastian Vettel, da Toro Rosso, no GP do Japão, mas foi isentado pela FIA.


No entanto, após o abandono de Hamilton no GP da China do último domingo, que terminou com a vitória do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, o espanhol voltou a sonhar alto.


“Agora tenho mais esperanças. Sei que chegamos em uma situação difícil. Ganhar a corrida (GP do Brasil) e colocar uma Ferrari entre nós é uma tarefa que se torna quase impossível e é isso que vamos tentar: fazer possível o impossível”, encerrou.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *