F1: Alonso critica falta de velocidade da Ferrari

A Ferrari teve um sábado péssimo no circuito de Albert Park. A escuderia italiana viu seus dois carros não conseguirem se classificar para o Q3. Tanto Fernando Alonso como Felipe Massa enfrentaram problemas e sairão em posições discretas no grid de largada do GP da Austrália deste domingo. O espanhol, que rodou durante o Q2, reclamou do carro e prevê muitas dificuldades na prova.

“Suponho que será uma corrida complicada. É preciso fazer uma boa largada e ter uma boa estratégia. Temos que ver o que acontecerá na frente. A aderência não é a melhor. Não tenho mais de onde tirar. Temos uma velocidade de 15km/h a menos do que os demais”, criticou Alonso.

O espanhol largará na 12ª posição. Massa, que também seguiu a linha do companheiro de equipe nas críticas ao carro, sairá em 16º. A Ferrari já havia demonstrado problemas durante os testes de pré-temporada, quando não correspondeu às expectativas de um bom desempenho.

Alonso também comentou sobre o erro que o fez abandonar o treino. “Toquei a roda do carro na grama. Foi uma pena”, disse.

Com os problemas na Austrália, Alonso afirmou que a real posição da Ferrari seria uma média entre os pilotos das duas primeiras partes do treino. Porém, o espanhol cobrou uma rápida recuperação da escuderia italiana.

“Este ano podemos esperar a nona corrida para ganhar um Grande Prêmio. Temos que fazer isso antes. Todas as equipes vão tentar levar peças para todas as corridas e veremos quais vão ou não funcionar. Nós temos mais margem de melhora, já que o carro não vai bem, por isso peças que colocamos deveriam servir para melhorá-lo”, explicou Alonso.

A largada para o GP da Austrália será dada às 3h deste domingo (horário de Brasília). A prova terá transmissão ao vivo da TV Globo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *