F1: Alonso pede desculpas por críticas à FIA

Espanhol diz que estava frustrado e reagiu emocionalmente

Fernando Alonso, da Ferrari, pediu desculpas pela reação que teve após o Grande prêmio da Europa, no domingo passado, quando acusou a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) de ter “manipulado” o resultado.

O espanhol foi prejudicado com a entrada do safety car na pista após o acidente de Mark Webber, da Red Bull, perdendo muitas posições e terminando a prova em nono. Enquanto isso Lewis Hamilton, da McLaren, ultrapassou o carro de segurança quando este saía dos boxes e foi punido com um drive-through muitas voltas depois e não perdeu nenhuma posição.

Alonso disse que está mais calmo sobre a situação e esclareceu que seus comentários foram feitos devido a frustração de ter perdido posições respeitando as regras, enquanto seu adversário foi beneficiado desrespeitando-as.

– Obviamente eu estou muito mais calmo que estava no momento após a corrida. Na hora, eu reagi emocionalmente e, naquela situação, era muito fácil adotar um tom e dizer coisas que podem ser interpretadas de forma errada, dando lugar às supeitas, o que eu não tinha intenção de fazer. Claro, eu entendo que os comissários tem um trabalho difícil a fazer – esclareceu.

O bicampeão mundial ressaltou que não fez críticas direcionada a nenhum piloto em específico, pois Hamilton criticou a atitude do piloto de culpá-lo pelo que houve.

– Não estou me referindo a nenhum piloto em particular. É uma questão geral e eu acho que deveríamos conversar sobre isso juntos de maneira calma para garantir que coisas como essa não aconteçam de novo – disse.

Rumores apontaram que a FIA poderia punir Alonso e a Ferrari pelas declarações após a corrida, mas a entidade convocou uma reunião para debater os incidentes em Valência.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *