F1: Alonso, por enquanto, está gostando apenas das cores do novo carro

O espanhol Fernando Alonso, bicampeão mundial, admitiu nesta quinta-feira no Circuito de Jerez, em Cádiz, que o carro da McLaren está muito rápido, “mas não serve para ganhar”.


Com humor ácido, Alonso ainda brincou que o que mais gosta no carro atualmente “são as cores”.

Em entrevista para a rede de televisão Telecinco, Alonso afirmou, a pouco mais de um mês do início da tempoada: “Hoje, apesar de estarmos andando rápido, o carro não está em condições de ganhar. O carro ainda não está pronto, e os dias estão acabando…”.

Apesar da brincadeira, o espanhol recuperou a seriedade e disse que se sente a cada dia mais à vontade em sua nova equipe, e que já analisou seus adversários a fundo.

Para Alonso, “a Ferrari tem mostrado que continuará muito bem, mas a Renault começará muito bem e, ao longo do ano, ficará pior, como sempre”.

Sobre a Honda, Alonso não acredita que a equipe do brasileiro Rubens Barrichello esteja forte, e ainda classificou a BMW-Sauber como “uma grande surpresa”.

O piloto também lamentou o que chamou de “avalanche de público diária no paddock”. “Me agrada o grande número de torcedores espanhóis que nos acompanham na pré-temporada, mas a McLaren não pretende voltar a Jerez, porque o circuito deixa entrar muita gente no paddock”, reclamou Alonso.

Fonte: Amigos da Velocidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *