F1: Alonso vence no Bahrein

O atual campeão Mundial de F-1 Fernando Alonso, da Renault, começou muito bem a luta pelo bi. O espanhol venceu neste domingo, dia 12 de março o GP do Bahrein, no circuito de Sakhir. O alemão Michael Schumacher, da Ferrari, foi o 2º, com Kimi Raikkonen, da McLaren, fechando o pódio.


Na largada o pole–position Michael Schumacher manteve a ponta, com Alonso passando Felipe Massa, da Ferrari, e assumindo o segundo lugar. Montoya vinha em 4º, com as Hondas, de Barrichello e Button, fechando os seis primeiros.

Na sétima volta Massa rodou indo para os boxes trocar os pneus. Mas a Ferrari, conhecida por seu excelente trabalho de pit stop falhou. O martelo pneumático da roda traseira direita falhou, fazendo o brasileiro ficar 46 segundos parados. Caindo para as últimas posições, e perdendo qualquer chance de um bom resultado na prova.

Com dez voltas disputadas, os primeiros eram: Michael Schumacher, Fernando Alonso, Jenson Button, Juan Pablo Montoya, da McLaren, Barrichello e Christian Klien, da Red Bull. O pentacampeão foi o primeiro a parar nos boxes, na 15º volta, para o reabastecimento e troca de pneus, que está de volta nesta temporada.

Montoya assumiu a ponta até parar nos boxes na 22º volta. Neste momento o italiano Giancarlo Fisichella abandonava com problemas hidráulicos em sua Renault. Schumacher voltou à liderança com Alonso em 2º, e Kimi Raikkonen, da McLaren, e que largou em último, em 3º. O finlandês usou uma tática diferente retardando a parada nos boxes até a 30º volta.

O motor BMW do carro do canadense Jacques Villeneuve foi o primeiro a estourar na temporada, na 30º volta. Michael Schumacher parou para o seu segundo pit stop na 36º volta. Alonso aproveitou a pista limpa, e fez o que o alemão sempre faz, acelerou ao máximo para livrar vantagem e voltar na frente depois da parada.

E foi o que aconteceu, na saída dos boxes, na 39º volta. Alonso saiu no exato momento que Schumacher passava. Eles emparelharam os carros, e Alonso levou a melhor. Montoya, que não havia parado, liderava.  Com a parada do colombiano Alonso assumiu a liderança, com Schumacher perto. Barrichello teve problemas na caixa de marchas de seu carro depois da segunda parada, caindo muitas posições e saindo da luta por pontos.

Nas voltas finais Alonso administrou a vantagem, com Schumacher não conseguindo se aproximar para tentar uma ultrapassagem. As atenções ficaram então com o estreante alemão Nico Rosberg, da Williams. O filho do campeão Mundial de F-1 de 1982, Keke, mostrou ser muito rápido, fazendo varias vezes a melhor volta da prova. No final passou Klien, indo para a 7º posição.

Depois de 57 voltas e 1h29m46s205 Alonso venceu a primeira prova do ano, confirmando o seu favoritismo durante os testes da pré-temporada. Schumacher foi o 2º, surpreendendo, pois a Ferrari 248F1 não teve um bom desempenho nos testes. E Raikkonen, em 3º, com Montoya em 5º, mostrou que a McLaren também esta na briga pelo titulo da temporada. Button, da Honda, foi o 4º. O carro nipônico mostrou potencial, apesar dos problemas de Barrichello e certamente lutará pelos primeiros lugares nos GPs. A Williams colocou os dois carros nos pontos, com Webber em 6º e Rosberg em 8º. O motor Cosworth é o mais potente do início da temporada, comprovando a tradição da fabrica inglesa. Klien, que andou sempre entre os primeiros, fechou a zona de pontuação. Massa foi o 9º e Barrichello o 15º.

Os oito primeiros em Sakhir:

1º – Fernando Alonso, ESP, Renault;
2º – Michael Schumacher, ALE, Ferrari;
3º – Kimi Raikkonen, FIN, McLaren;
4º – Jenson Button, ING, Honda;
5º – Juan Pablo Montoya, COL, McLaren;
6º – Mark Webber, AUS, Williams;
7º – Nico Rosberg, ALE, Williams;
8º – Christian Klien, AUT, Red Bull

Melhor Volta: Nico Rosberg, 1m32s406

Foto: F1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *