F1: Após armação, Piquet ficou dois meses sem falar com o filho

Tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Piquet passou dois meses sem falar com o filho, Nelsinho Piquet, depois que soube que o ex-piloto da Renault bateu deliberadamente no GP de Cingapura do ano passado.

A informação foi dada pela jornalista Barbara Gancia, da Folha de São Paulo, que a atribui a uma entrevista feita por Reginaldo Leme com Nelson Piquet, a ser exibida em breve.

De acordo com ela, Nelsão soube do ocorrido apenas dois dias depois. Na ocasião, o acidente de Nelsinho provocou a entrada do safety car na pista, o que beneficiou o outro piloto do time francês, Fernando Alonso, que venceu a disputa. O chefe do time, Flavio Briatore, teria sido quem sugeriu a armação, ao lado do diretor de engenharia, Pat Symonds – ambos já foram demitidos.

Durante o GP do Brasil, em novembro do ano passado, Piquet pai procurou Charlie Whiting, diretor de corridas da Fórmula 1, para denunciar a armação, mas a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não tomou providências sob a alegação de que algum dos envolvidos precisava contar os fatos.

A Renault será julgada pelo Conselho Mundial da FIA nesta segunda-feira.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *