F1: Após má repercussão de comunicado, Pirelli se retrata com equipes

Nesta terça-feira, a Pirelli divulgou um comunicado se justificando pelo estouro dos pneus de alguns carros durante do Grande Prêmio de Silverstone, citando o uso incorreto por parte das equipes entre os motivos. Porém, depois da repercussão negativa, a empresa italiana não demorou a se retratar.

Paul Hembery, diretor da Pirelli, fez questão de ressaltar que está contente com o apoio que tem recebido das escuderias e frisou que o comunicado não eximiu a fornecedora de pneus da Fórmula 1 de culpa.

“Ao contrário da impressão que algumas pessoas tiveram, eu gostaria de destacar a colaboração e o suporte que recebemos das equipes, pilotos, FIA e FOM. De forma alguma quisemos criar argumentos para atacar alguém. Nós assumimos nossa responsabilidade, assim como o press-release indiciou”, disse.

A mensagem do primeiro documento acabou sendo mal recebida pelos times da maior categoria do automobilismo mundial, já que a impressão que permaneceu foi a de que a Pirelli estava jogando toda a responsabilidade pelos problemas com os pneus nas costas das equipes. Porém, na retratação, o diretor da empresa italiana destacou a participação conjunta das escuderias, dos pilotos e também da Fórmula 1 na tentativa de corrigir as falhas envolvendo os compostos.

“Não ter controle sobre todos os elementos que influenciam no uso dos pneus nos faz precisar da contribuição de todos. Quanto a isso, estamos recebendo o suporte total de todas as partes envolvidas, para quem somos muito gratos”, finalizou Paul Hembery.

Vale lembrar que a Pirelli não tem contrato assinado com a Fórmula 1 para a próxima temporada e as críticas envolvendo os pneus nesta temporada podem atrapalhar os planos da fornecedora de manter a parceria com a categoria em 2014.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *