F1: Após xingar comissário, Verstappen afirma: “Não queria magoar ninguém”

Após perder o pódio em Austin, Texas, Max Verstappen detonou o comissário da Fórmula 1, que entendeu que ele cortou a pista na reta final da prova. O holandês sugeriu que Garry Connelly o pune regularmente, o chamando de “idiota” e “mongol”. Depois da controvérsia, o piloto da RBR voltou atrás.

“Olha, no calor do momento você diz essas coisas, mas é claro que não quis dizer nada de ruim”, disse ele em programa de televisão holandês. “Naquele momento, você apenas explode. Não queria magoar ninguém”.

Além disso, Verstappen, que é o sexto colocado do Mundial de Pilotos com 123 pontos, sugeriu que a FIA deveria considerar uma nova abordagem em relação às punições, uma vez que a sua penalidade não foi bem vista pelos fãs.

“Acho que mais pessoas querem essa mudança de sistema. Acredito que não foi correto e é ridículo que você não possa fazer nada contra isso”, declarou o piloto de 20 anos. “Vamos falar sobre isso, mas precisamos ver o que é certo. Não tenho uma resposta clara sobre isso agora”.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *