F1: Asfalto de Interlagos é aprovado por pilotos da F-1

Após o grande investimento feito na reforma do autódromo de Interlagos nos últimos anos, o asfalto do circuito tem recebido elogios dos pilotos da Fórmula 1.

O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, e o alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, foram alguns dos que afirmaram que a pista não apresenta mais as ondulações, tão criticadas nos últimos anos.


Interlagos passou por uma grande obra de recapeamento antes da prova de 2007. Naquele ano, foram gastos quase R$ 30 milhões em reformas que também englobaram manutenção e a construção de arquibancadas definitivas. E foi feito um investimento semelhante nas melhorias para a corrida de 2008.


“A pista não tem mais ondulações e fizeram um grande trabalho nas obras do último ano. É um lugar bom para se dirigir e no fim de semana a atmosfera será bem especial”, disse Massa ao site da F-1.


Heidfeld foi outro a elogiar as melhorias no palco do Grande Prêmio do Brasil, palco da última etapa da temporada de 2008.


“Estou curioso para ver se o circuito ainda está como em 2007. Tivemos uma boa surpresa no último ano, pois a superficie costumava ser muito ruim e cheia de ondulações”, disse.


“Sempre conseguíamos nos adaptar, mas a pista só ficou realmente boa quando a recapearam para o GP de 2007”, completou ao site da categoria.


No entanto, a pista brasileira não é unanimidade na F-1. O diretor técnico da Force India, Mike Gascoyne, ainda tem críticas a fazer ao asfalto de Interlagos.


“A pista é antiga e sua principal característica é a presença de ondulações por todo o traçado. Apesar do recapeamento que fazem todos os anos, o asfalto nunca melhora”, disse ao site oficial da categoria.


Para 2008, as principais reformas ficaram por conta da construção do novo hospitality center, que agora é localizado longe da área dos boxes, e da conclusão das obras do setor M de arquibancadas, que segundo a Secretaria Municipal de Turismo, representarão uma economia de R$ 1 milhão.


Fonte: EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *