F1: Para reforçar direção segura, Hamilton vira chofer de ‘táxi’

Hamilton apóia Lei Seca e faz ‘bico’ de taxista para conduzir passegeiros pós-balada.

A Lei Seca que passou a vigorar no Brasil este ano aterrorizou àqueles que exageravam na noite mesmo antes de dirigir, mas diminuiu consideravelmente os números de acidentes no trânsito. Para reforçar o perigo da mistura entre bebidas alcoólicas e volante, o inglês Lewis Hamilton, favorito ao título da Fórmula 1 deste ano repetiu o que fez no ano passado, e participou de um evento que conscientiza a importância de uma direção segura e sóbria.


Nesta quinta-feira, antes de dirigir sua McLaren no circuito de Interlagos, Hamilton foi o grande nome do evento Piloto da Vez, promovido por um dos patrocinadores da equipe britânica. E ainda levou dois sortudos para casa, sorteados pela marca de uísque que estampa sua logomarca no time de Woking: Émerson da Silveira e Ana da Silva.


Desta vez, o líder da temporada da Fórmula 1 – com sete pontos de vantagem sobre o ferrarista brasileiro Felipe Massa – deixou o cockpit de sua McLaren e dirigiu um táxi (da Mercedes, fornecedora de motores para a equipe inglesa e muito mais luxuosos do que os da capital paulista).


“Estou por dentro desta nova lei aqui no Brasil e concordo com ela”, comentou Hamilton. “Quando saio com uns amigos, às vezes eu também bebo e então decidimos quem decidirá. Pode ser um amigo, um táxi, um familiar. Acredito que seja o mesmo aqui no Brasil: é simples, basta ser responsável. Dá para sair à noite e aproveitar, da mesma forma”, complementou.


No evento, outro representante da F-1 presente foi Pedro de la Rosa, piloto de testes da McLaren. O espanhol entregou uma homenagem a Elizeu Bezerra, representante dos taxistas parceiros da empresa patrocinadora no evento e responsáveis por também conduzirem os ‘baladeiros’ que pegaram pesado na bebida.


Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *