F1: Assessora desmente boatos de transferência de Schumacher

Sem grandes novidades sobre o estado de saúde de Michael Schumacher, Sabine Kehm, assessora do alemão, voltou a se pronunciar, mas não para informar um novo boletim médico. Em entrevista ao jornal Bild, Kehm desmentiu os boatos de que a família do ex-piloto pretendia tirá-lo do hospital e estaria fazendo um quarto hospitalar em casa para levá-lo.

A notícia, dada pelo jornal britânico The Sun, informava que Corinna Schumacher, esposa do heptacampeão mundial, havia gastado cerca de 10 milhões de euros, o equivalente a aproximadamente R$ 31,2 milhões, para construir um comôdo equipado na Suíça.

Além de desmetir a especulação, a assessora confirmou que única reforma que a casa da família recebe é para abrigar Ron, pai de Schumi.

“Os rumores de que Corinna está remodelando a casa para levar um Michael supostamente sem esperança são absolutamente infundados”, disse Kehm.

A possibilidade da tranferência de Schumacher surgiu devido à falta de novos boletins, o que também fez com que aumentassem os boatos de que o estado de saúde do alemão teria piorado. Sem entrar em detalhes, Kehm passou confiança aos fãs e falou sobre sinais encorajadores.

“Mais uma vez, só posso dizer que existem sinais que nos dão coragem”, concluiu.

Michael Schumacher está internado no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França, desde o dia 29 de dezembro de 2013. Em estado grave, o alemão segue em coma após ter sofrido uma grave queda enquanto esquiava na estação de Meribél.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *