F1: Barrichello ‘Não imaginava terminar no pódio’

Segundo colocado no GP da Austrália, disputado neste domingo, Rubens Barrichello admitiu que, após um início de corrida complicado, não mais esperava ficar entre os três primeiros em Melbourne. O piloto foi beneficiado com uma colisão entre Sebastian Vettel e Robert Kubica na penúltima volta.

“Não imaginava subir ao pódio depois daquela largada”, afirmou o piloto, que caiu do segundo para o sétimo lugar nos primeiros metros da disputa. “Tentei controlar a embreagem, mas o carro entrou em ponto morto, quase morreu. Tive que engatar a primeira rapidamente”, contou. Se um carro de Fórmula 1 morre, é preciso a ajuda dos mecânicos para ligá-lo novamente.

E os problemas de Rubens no início não acabaram por aí. “Depois, levei uma batida muito forte da McLaren e toquei em um Red Bull. Pensei que o carro não resistiria”, confessou o veterano, que teve que trocar o bico do monoposto no primeiro pit stop. “Aos poucos, consegui recuperar o ritmo. Foi fantástico. Estou muito feliz com o segundo lugar”, destacou.

Para Barrichello, os incidentes da largada serviram para mostrar que o bom rendimento do carro da Brawn GP não é fruto do polêmico difusor, visto como ilegal por sete equipes da categoria. “Foi bom que as pessoas que dizem isso viram que nosso carro é muito forte. A McLaren quebrou boa parte do difusor”, comentou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *