F1: Berger nega interesse em comandar FIA

Enquanto a FIA não decide o futuro do seu atual comandante, Max Mosley, muitos nomes têm surgido nos bastidores para o substituto do dirigente. Entre os mais cotados, estaria o ex-piloto Gerhard Berger, atualmente co-proprietário da escuderia Toro Rosso. O austríaco nega qualquer interesse em assumir a posição.

“Eu gosto do esporte, da competição. Não tenho interesse em atuar em exercer um cargo que é puramente político”, disse em entrevista à uma emissora de TV da Áustria. Para Berger, Jean Todt, diretor da Ferrari, seria o favorito para ocupar o lugar do diretor britânico.


Max Mosley pode ser afastado do comando na FIA nesta terça-feira, quando a federação fará uma assembléia para decidir seu futuro. O dirigente se envolveu em um escândalo após o tablóide inglês News of the World divulgar fotos do britânico participando de uma orgia com cinco prostitutas e tema nazista.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *