F1: Boullier deixa chefia da McLaren; De Ferran ganha espaço

A McLaren anunciou que Eric Boullier deixou o posto de diretor de competições de sua equipe de F1

A equipe tinha como meta a conquista de pódios após romper com a Honda e iniciar uma parceria com a Renault, mas enfrentou dificuldades para obter performance e não cumpriu metas de desenvolvimento em meio a problemas aerodinâmicos em seu carro.

Boullier enfrentou grande pressão nas últimas semanas em seu cargo, e a McLaren anunciou, nas vésperas de sua corrida de casa, em Silverstone, que o francês deixou o posto.

A McLaren revelou que contará com uma “liderança técnica simplificada” para substituí-lo, o que inclui um novo cargo de diretor esportivo para Gil de Ferran.

A equipe tinha como meta a conquista de pódios após romper com a Honda e iniciar uma parceria com a Renault, mas enfrentou dificuldades para obter performance e não cumpriu metas de desenvolvimento em meio a problemas aerodinâmicos em seu carro.

Boullier enfrentou grande pressão nas últimas semanas em seu cargo, e a McLaren anunciou, nas vésperas de sua corrida de casa, em Silverstone, que o francês deixou o posto.

A McLaren revelou que contará com uma “liderança técnica simplificada” para substituí-lo, o que inclui um novo cargo de diretor esportivo para Gil de Ferran.

“Estou muito orgulhoso por ter trabalhado em uma equipe tão brilhante nos últimos quatro anos, mas reconheço agora que é o momento certo para deixar o cargo”, disse Boullier.

“Quero desejar a todos na McLaren o melhor para o restante da temporada e para o futuro.”

Outras mudanças incluem o posicionamento de Simon Roberts, chefe de operações da McLaren, no cargo da produção, engenharia e logísticas, além Andrea Stella, novo diretor de performance e que fica responsável pelas operações de pista.

Diretor executivo da McLaren, Zak Brown afirmou que as mudanças são resultado de um início decepcionante em 2018, o que ele disse ter causas “do sistema e estrutural” e que “exigem grandes mudanças por dentro”.

“A performance do MCL33 em 2018 não cumpriu com as expectativas de ninguém da McLaren, especialmente de nossos leais fãs”, disse Brown.

“Isso não é culpa das centenas de homens e mulheres comprometidos e que trabalham duro na McLaren.”

“Com o anúncio de hoje, começamos a lidar com esses problemas e damos nosso primeiro passo rumo à recuperação.”

“Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para, em nome de toda a equipe, agradecer a Eric por seus serviços e contribuição à McLaren e desejar o melhor para seus projetos futuros.”

Fonte: Motorsport.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *