F1: Brawn GP deve demitir cerca de 40% dos seus funcionários

Diretor-executivo admite que quadro de trabalhadores vai diminuir.

Nem tudo são flores para a Brawn GP, equipe que fez história ao fazer a dobradinha no GP da Austrália em sua estreia na Fórmula 1. A escuderia formada pelo espólio da Honda, que abandonou a categoria por problemas financeiros, deve dispensar cerca de 40% dos funcionários da equipe.

– Infelizmente temos de fazer isso (dispensar funcionários), houve uma mudança nas normas internas e agora somos uma equipe privada. Neste momento somos cerca de 700 pessoas e falamos em reduzir esse número para 430 ou algo assim, como éramos em 2004 (época da BAR) – disse Nick Fry, diretor-executivo da Brawn GP.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *