F1: Briatore confirma cirurgia contra câncer em um dos rins

O chefe da Renault, Flavio Briatore, revelou nesta quarta-feira que teve diagnosticado um câncer maligno em um de seus rins após exames realizados nos Estados Unidos. Aos 56 anos, o italiano passou por uma cirurgia em Roma, no mês passado, quando o tumor foi extraído.

“Eu me sinto imortal. Nós nos sentimos imortais, enquanto deveríamos estar agradecendo a Deus todas as manhãs apenas por podermos nos barbear. Você pensa que tudo que construiu só é útil até determinado ponto. Talvez até inútil”, disse o dirigente à revista A.

“Eu tinha um câncer maligno no meu rim esquerdo, se não tivesse feito os exames, em seis meses poderia ter ficado feio para mim. Aceitei o diagnóstico, o que mais poderia fazer? Sou esperançoso e fatalista. Na vida cada um de nós tem um livro, você pode modificar alguns capítulos, mas não tudo”, acrescentou Briatore.

O dirigente contou que ao entrar na sala de cirurgia ficou calmo. “E quando acordei o médico confirmou: ‘Nós fizemos de uma só vez, em seis meses poderia ter ficado muito complicado. Então eu pensei: ‘Que sorte'”, completou.

Após a cirurgia, o dirigente passou um tempo descansando sozinho em Merano, na Itália. “Pela primeira vez em anos eu me encontrei jantando sozinho”, disse. “Até então, quando ia a um restaurante com o mesmo cortejo de amigos e telefones celulares, se via alguém sozinho, eu pensava: ‘Que perdedor’. Não pensarei mais isso daqui pra frente.”

Após a cirurgia, Briatore disse que pretende mudar alguns pontos de sua vida. “Quero ser eu mesmo com mais freqüência. E decidi que farei isso mais e mais. Há pelo menos 15% de coisas supérfluas na minha vida anterior, então ficarei sem elas. Quero me dedicar mais a mim mesmo e àqueles que precisam de mim. Olhei em volta e vi quem estava lá, quem estava realmente próximo de mim. Só quero dizer mais uma coisa, faça sempre exames preventivos, isso salvou a minha vida.”

Briatore ainda não anunciou qual será seu futuro na Fórmula 1. Seu atual contrato com a escuderia Renault expira no fim da atual temporada. Uma decisão era esperada para o GP da Alemanha, mas o futuro do italiano continua incerto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *