F1: Bruno Senna correrá com motor novo na China

Tanque de combustível é outra novidade no carro do brasileiro da HRT F1 Team.

A HRT F1 Team vai instalar um motor novo no carro de Bruno Senna para os treinos de sábado e a corrida deste domingo em Xangai. O brasileiro também disputará o GP da China com um tanque de combustível igual ao do companheiro de equipe. No carro do indiano Karun Chandhok, as divisórias impedem a movimentação da gasolina nas acelerações e nas freadas.

A equipe espanhola decidiu trocar o motor Cosworth por medida de segurança. “Terminei o GP da Malásia com pouca gasolina no tanque, e não faz bem para o motor trabalhar meio no seco. Por isso, vamos utilizá-lo apenas nos treinos livres da sexta-feira e deixar o novo para os dias seguintes”, explicou Bruno, que chegou a Xangai na segunda-feira e deverá visitar o circuito nesta quarta. Na quinta, acompanhado dos técnicos da HRT F1 Team, fará o reconhecimento do traçado onde jamais correu.

Bruno retornou para sua casa em Mônaco depois do GP da Malásia e tirou a quinta-feira passada para andar de kart em Saint Tropez, na França, na companhia de Felipe Massa, Lucas di Grassi e Alberto Valério, piloto da Fórmula GP2. “Dei mais de 100 voltas. Foi um bom treininho. Já combinamos de voltar à pista na próxima semana”, avisou Bruno, que está procurando aproveitar todas as oportunidades para compensar a falta de testes de pré-temporada.

O carro de Bruno em Xangai será basicamente o mesmo que em Sepang completou pela primeira vez um grande prêmio. “Não teremos nenhuma evolução, nada que possa melhorar substancialmente o rendimento. Por enquanto, o que podemos fazer nesta fase é mexer em algumas coisas, como na distribuição de peso”, lembrou. A HRT F1 espera iniciar o desenvolvimento do carro a partir da fase européia, cuja abertura está marcada para 9 de maio em Barcelona (Espanha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *