F1: Bruno Senna negocia com a Lotus para o ano que vem

Piloto está em conversas adiantadas com equipe que teve seu tio

As chances de o torcedor brasileiro ver o sobrenome Senna de novo em um carro da Lotus na próxima temporada da Fórmula 1 são grandes. O piloto brasileiro está em negociações muito adiantadas com a equipe que teve o tio Ayrton entre 1985 e 1987, e essa é a sua grande aposta para 2011 após o desastroso ano de estreia na claudicante Hispania.

Um aspecto ajuda a deixar a negociação entre Senna e Lotus numa boa situação. A equipe está com uma saúde financeira, senão excepcional, muito melhor do que as demais estreantes deste ano, Hispania e Virgin. Portanto, não é imperativo que Senna leve um patrocinador tão gordo assim. Com isso, caso ele mantenha o patrocínio da Embratel deste ano, a tendência é a de um acerto.

Já para Bruno, o futuro na Lotus evidentemente é muito mais promissor do que se ele permanecesse na Hispania. A equipe espanhola, que atravessa gravíssima crise financeira e pode ser vendida, dificilmente evoluirá em 2011 e já deixou claro que precisa de pilotos com muito patrocínio para sobreviver.

Já a Lotus tem investidores sólidos, um projetista experiente, Mike Gascoyne, e usará câmbio da Red Bull e motores Renault no ano que vem, oriundos de uma parceria técnica com a equipe líder do Mundial de Construtores deste ano. Claramente, tem um compromisso a longo prazo, ao contrário da Hispania, cujo dono, José Ramon Carabante, quer passar a batata quente adiante.

Bruno Senna é o nome preferido da direção da equipe por ser considerado promissor, mas outros também negociam com a Lotus, inclusive o atual titular Jarno Trulli, cuja experiência é tida como importante, e pilotos que ainda estão sem vaga. Heikki Kovalainen é o único garantido no ano que vem no time.

As negociações deverão ser concluídas até o fim de semana da corrida de Abu Dhabi, que encerrará o campeonato no dia 14.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *