F1: Bruno Senna pode correr pela última equipe do tio

Com a provável permanência do alemão Timo Glock na equipe Toyota para a temporada 2009 da Fórmula 1, é possível que o japonês Kazuki Nakajima continue na equipe Williams por mais um ano. No entanto, deve haver mudanças no outro carro do time e um possível alvo seria o piloto brasileiro Bruno Senna, que atualmente corre pela GP2, segundo informações do site F1-Live.

Um fato curioso é que a equipe Williams foi a última pela qual passou seu tio, o piloto Ayrton Senna, morto em acidente durante o Grande Prêmio de Ímola, em 1994.


Bruno, 24 anos, vem tendo uma boa performance neste ano, atraindo a atenção de chefes de equipes da principal categoria do automobilismo mundial, entre eles o ex-piloto Gerhard Berger, um dos donos da Toro Rosso.


Além disso, rumores dão conta de que a Petrobrás, que patrocina a Williams, estaria dando suporte para uma possível ida do brasileiro para a F-1. Outra possibilidade seria uma vaga de piloto de testes na equipe BMW ou na Toyota.


“Seria muito bom se uma grande equipe me oferecesse a oportunidade de realizar os testes por um ano e a oportunidade de correr no outro. Porém eu preferiria ter logo um lugar para correr, não para fazer testes”, afirmou o piloto.


O chefe da Honda, Nick Fry, não nega que tenha interesse em Bruno, porém pondera. “Ainda não tomamos nenhuma atitude em relação a isso”, finalizou o dirigente.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *