F1: Bruno Senna vê Ferrari como rival da Lotus Renault na China

“Red Bull e McLaren estão mesmo um passo à frente”, avalia

É nos carros vermelhos da Ferrari que os olhos do pessoal da Lotus Renault GP estarão voltados durante todo o Grande Prêmio da China, neste final de semana no circuito de Xangai. De acordo com Bruno Senna, piloto reserva da equipe inglesa, Red Bull e McLaren estão um passo à frente dos times que brigam pela condição de terceira força neste início de temporada da Fórmula 1. “Atualmente, a Ferrari é nossa rival direta. Nosso carro deve ser basicamente o mesmo da corrida passada na Malásia e ainda não sabemos se os italianos vêm com novidades para cá. Isso pode alterar um pouco as coisas”, disse o brasileiro, que chegou à China na segunda-feira e desde então vem trabalhando em ações promocionais que incluíram até a seleção de modelos que trabalharão no autódromo.

Bruno afirmou que o ambiente na Lotus Renault GP é o melhor possível depois de um início de campeonato acima das expectativas mais otimistas – Vitaly Petrov foi o 3º colocado na abertura do calendário na Austrália e Nick Heidfeld bisou o resultado em Sepang. “Estão todos empolgados, mas querendo mais. Sabemos que nosso ritmo de corrida está muito bom, parecido com o da Ferrari, mas Red Bull e McLaren estão mais rápidas. Na Malásia, a McLaren acabou errando na estratégia com os pneus duros, porque não fez o calor esperado. Senão, poderia ter incomodado ainda mais a Red Bull”, analisou.

As temperaturas na cidade mais populosa da China não devem ser elevadas ao longo dos próximos dias. Hoje, por exemplo, a máxima chegou apenas aos 19º C. Pode chover fraco na sexta-feira e no sábado, enquanto para o domingo os termômetros não ultrapassarão os 22º C. “Está mais frio que na Austrália, mas a pista é bastante diferente”, lembrou Bruno. “Por tudo isso, talvez os pneus duros não funcionem bem aqui.”

Bruno assinalou que a McLaren poderá ser favorecida pelo longo retão de 1.175 metros, escolhida pela FIA como local de ativação da asa traseira móvel. “A Red Bull não é tão veloz de reta quanto a McLaren. Mas precisamos ver se Vettel e Button terão um kit aerodinâmico diferente para esta etapa”, ressalvou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *