F1: Campos nega acerto com De la Rosa e revela: Nelsinho é opção

A rádio do jornal madrileno Marca informou na última quarta-feira que a Campos Meta 1 já contratou seus dois pilotos para estrear na Fórmula 1 em 2010: Pedro de la Rosa e Vitaly Petrov. Aos microfones da própria emitente, porém Adrian Campos negou o acerto com ambos, colocando até o brasileiro Nelsinho Piquet na briga por uma das vagas disponíveis.

“O objetivo é que Pedro seja um piloto oficial, mas até aqui as negociações estão complicadas”, informou o dono da escuderia espanhola. Admitindo o grande interesse em De la Rosa, em todo caso, o empresário deu a entender que um contrato pode ser mesmo assinado. Durante a semana, o homem que é testador da McLaren desde 2003 deu indícios nesse sentido ao reconhecer que, aos 38 anos, deixaria essa função para se aventurar em um “time que não fosse competitivo”.

Caso a transferência do catalão naufrague, Campos trabalha com outras opções, entre elas Nelsinho. “Nada ainda está decidido. É necessário considerar também pilotos como (Robert) Kubica e Piquet”, disse. Se no caso do polonês desvinculado da BMW um acordo parece utopia, não o é em se tratando do brasileiro, que depois de ser demitido da Renault garantiu ter “certeza absoluta” de que estará no grid no ano que vem.

Sem ter fechado com Pedro de la Rosa, o homem-forte do time novato anunciou ainda que uma situação parecida acontece com Vitaly Petrov: “Essa é uma possibilidade”. Com o piloto russo, atualmente o terceiro colocado da GP2, pode brigar a suíça Natacha Gachnang, corredora da GP2. “É minha intenção ter uma mulher na equipe”, concluiu Adrian.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *