F1: ‘Chateado’, Massa pede para torcedores não desistirem

Pela primeira vez desde que chegou à Ferrari, na temporada de 2006, Felipe Massa completou três provas sem pontuar neste domingo. Obrigado a deixar o Grande Prêmio da China quando estava na terceira colocação, ele admitiu a decepção, mas pediu para os torcedores não desistirem.

“Obviamente, estou muito desapontado e um pouco chateado, mas minha motivação ainda está intacta. Se quisermos vencer, primeiro temos que terminar as corridas. Hoje, eu tinha uma boa chance de subir no pódio”, lamentou o brasileiro, que abandonou na 22ª volta. Segundo a Ferrari, o carro parou por problemas elétricos.

“Eu estava em terceiro e virando junto com os líderes, entretanto tinha combustível suficiente para fazer apenas uma parada. O carro estava bom, exceto com a presença do safety car, quando tinha alguns momentos em que o rendimento parecia cair. Então, de repente, o acelerador não funcionava”, explicou.

Ainda em busca de seu primeiro ponto na temporada, a Ferrari tem o pior início de temporada desde 1981, quando também passou as primeiras provas em branco. Atual vice-campeão mundial, Massa pede união para passar pelo momento delicado no começo da disputa.

“Todos devemos trabalhar juntos para sair dessa situação. A equipe está unida e existe uma vontade real de mudar o mais rápido possível”, afirmou o brasileiro. “Rapidamente, devemos ganhar melhoras aerodinâmicas, mas também precisamos resolver nosso problemas de confiabilidade”, completou.

Apesar da diferença em relação a Jenson Button, atual líder do Mundial com 21 pontos, ele pede para os torcedores continuarem acreditando. “Eu diria para nossos fãs que não desistam de nós. Estamos em um momento difícil, mas o campeonato ainda é longo”, declarou. A próxima prova acontece domingo, no Bahrein.

Stefano Domenicali, diretor esportivo da Ferrari, lamentou o problema que tirou Massa da prova. “Ficamos muito irritados com o que aconteceu com o Felipe. Ele estava fazendo uma corrida incrível, era o terceiro e certamente terminaria no pódio”, afirmou. O dirigente confirmou que deve retomar o KERS no Bahrein e disse que espera contar com as mudanças aerodinâmicas no Grande Prêmio da Espanha.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *