F1: Chefão da F1 quer ampliar calendário, mas mantém cautela


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Diretor-executivo da Fórmula 1, o norte-americano Chase Carey tem planos ambiciosos para o futuro da principal categoria do automobilismo mundial. O dirigente não esconde o desejo de ampliar o número de corridas na temporada, que atualmente está em 20 provas, e garantiu que não faltam pedido de países se tornarem sedes dos eventos.

“Sabemos que há uma oportunidade de adicionar mais etapas, mas queremos nos comprometer mais com as equipes antes de entrar em detalhes. Os interessados sabem o que é preciso para sediar uma corrida da F1, e eu poderia preencher uma folha inteira com o número de locais que pediram para se reunir e discutir uma possibilidade de receber uma corrida”, declarou Carey à Autosport.

Para a temporada de 2018 da Fórmula 1, já está acertada a adição de uma etapa. Embora a saída da Malásia do calendário esteja sacramentada, França e Alemanha retornarão ao circuito, em acordos firmados pelo ex-comandante da F1, Bernie Ecclestone.

Apesar de querer expandir o calendário da principal categoria do automobilismo mundial, Chase Carey é cauteloso quanto à possibilidade de realização. O chefão da Fórmula 1 ressaltou que o principal objetivo é assegurar o sucesso de todas as provas.

“Estamos tentando nos envolver com o maior número de lugares e vamos avaliá-los. Tanto em mercados como na Europa, que são, obviamente, históricos, como em oportunidades nas Américas e também na Ásia. Queremos entender o que cada uma dessas oportunidades significa para nós, embora a prioridade em muitos aspectos seja a de garantir que as 21 corridas sejam bem-sucedidas”, concluiu.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *