F1: Chefe da Citroen diz que Kimi está livre para deixar o rali pela F-1

O chefe da equipe de rali da Citroen, Olivier Quesnel, descartou qualquer complicação contratual que prenda o finlandês Kimi Raikkonen ao Mundial de Rali. O campeão de 2007 está livre para voltar à Fórmula 1, caso queira ocupar a vaga de Robert Kubica na Lotus Renault.

Raikkonen criou neste ano uma equipe cliente da Citroen, a Ice 1, que utilizará o DS3, carro da montadora francesa desenvolvido para o rali. No ano passado, o finlandês correu pelo time júnior da marca.

“Se ele quiser sair, eu não poderia dizer nada, porque ele é um cliente”, explicou o chefe da Citroen à rádio francesa RMC. “Ele alugou um carro nosso e vai correr com seus próprios patrocinadores”, continuou Olivier Quesnel.

“Acho que deve haver uma pressão considerável de Bernie Ecclestone, da FIA e do mundo inteiro para vê-lo de volta na Fórmula 1, porque ele ainda é um piloto emblemático para o esporte”, avaliou Quesnel.

Mas o chefe da equipe Citroen avisou que o finlandês não deve estar pensando em voltar para a Fórmula 1. “Se ele estiver atendendo aos telefonemas, eles terão que ser muito convincentes para fazê-lo retornar”, comentou.

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *