F1: Chefe da Renault se irrita com ‘erro’ de Schumacher

A atitude do alemão Michael Schumacher, da Ferrari, que ratificou a pole neste sábado para o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 ao cometer um “erro” na saída da curva Rascasse, impossibilitando os outros pilotos de atacarem sua posição, irritou o chefe da Renault, Flavio Briatore.

Briatore acredita que o “erro” de Schumacher foi proposital, e atacou a escuderia italiana.

“Ele simplesmente estacionou ali o seu carro com o objetivo de parar todos os outros carros. Isto é tipicamente Ferrari”, esbravejou.

A Renault enviou um protesto à direção de prova, que está investigando o incidente com Schumacher. Até o momento, não houve pronunciamento sobre o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *