F1: Chefe de Barrichello descarta Pirelli no lugar da Bridgestone

Única fornecedora de pneus da Fórmula 1, a Bridgestone já anunciou que pretende deixar a categoria no final da temporada. De acordo com Sam Michael, chefe do brasileiro Rubens Barrichello na Williams, a Pirelli está fora da briga para fornecer os pneus na próxima temporada.

A empresa italiana chegou a manifestar o desejo de participar da principal categoria do automobilismo recentemente. Segundo o diretor técnico da Williams, no entanto, a disputa está restrita a outras duas fabricantes: a norte-americana Michelin e a francesa Cooper Avon.
“Na verdade, as conversações neste momento estão entre Michelin e Avon. A Avon é muito mais barata, mas é um produto menos testado, embora tenha feito pneus extremamente competitivos”, afirmou o diretor da Williams em entrevista à Agência Reuters.
Sam Michael falou sobre o assunto na saída de um encontro da Fota (Associação das Equipes de Fórmula 1), realizado na última quarta-feira. Com as duas opções na manga, os principais dirigentes da categoria discutem as propostas de cada empresa para decidir a substituta da Bridgestone.
“Eles (Avon Cooper) são muito mais desconhecidos que a Michelin, porque a Michelin fez isso (na Fórmula 1) recentemente. Mas há uma diferença de custos significativa e estamos falando provavelmente de mais de três vezes de diferença. É isso que vem sendo debatido no momento”, completou Michael.
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *