F1: Christijan Albers deixa a Spyker

O holandês Christijan Albers não é mais piloto da equipe Spyker na F-1. O anuncio foi feito nesta terça-feira (10/07), pela equipe, que alegou problemas de patrocínio do piloto para o rompimento.

 


A bem da verdade a posição de Albers na equipe já vinha ameaçada a um bom tempo, devido ao seu fraco rendimento em relação ao seu companheiro de equipe, o novato alemão Adrian Sutil. Que não tem sido uma maravilha, mas bateu constantemente o companheiro de equipe nos treinos.


A lambança feita por Albers no GP da França, quando saiu dos boxes antes da hora, levando presa ao carro a mangueira de combustível, gerando uma situação que virou piada em todos os jornais, foi a gota d’água. Ele ainda disputou o GP da Inglaterra, no domingo passado, o que pode ter sido o seu último na F-1.


O chefe da equipe, Colin Kolles disse que foi uma decisão difícil, mas que o não pagamento por parte dos patrocinadores do piloto tornou a situação insustentável. O diretor da Spyker, Michiel Mol garantiu que a dispensa nada tem a ver com as recentes atuações do holandês, e que deseja toda a sorte do mundo ao piloto em seu futuro.


Albers não gostou nada da decisão da equipe, confirmando que a parte financeira foi o motivo da dispensa, e que tinha a garantia de fazer toda a temporada. Ele não descartou uma eventual ação judicial e falou que ainda tem futuro na F-1 e não vai desistir de tentar outra vaga na categoria.


Antes de entrar na F-1, em 2005 com a Minardi, Albers era uma das estrelas do badalado DTM, o Campeonato Alemão de Turismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *