F1: Com estratégia perfeita, Kimi Raikkonen vence GP da Austrália

O finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) venceu neste domingo (17/03), o GP da Austrália, no circuito de rua de Albert Park, em Melbourne, etapa de abertura da temporada. Foi a 20 vitória de Raikkonen na categoria. O espanhol Fernando Alonso e o alemão Sebastian vettel (Red Bull) completaram o pódio.

Minutos antes da largada, a Sauber decidiu retirar o carro do alemão Nico Hulkenberg da prova, devido a problemas na bomba de combustível. A prova começou com pista seca, mas com possibilidades de chuva (que veio apenas como uma leve garoa).

Na largada o pole Vettel manteve a ponta, com dupla da Ferrari, o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) e Alonso, fazendo uma grande largada, pulando para segundo e terceiro. O australiano Mark Webber (Red Bull), segundo no grid, ao contrário, perdeu várias posições.

O tri-campeão não conseguia abrir vantagem, enquanto Massa resistia aos ataques de Alonso. Com s pneus supermacios se desgastando rapidamente, na quinta volta os pilotos começaram a entrar nos boxes, para trocar pelos médios.

Vettel parou na sétima volta, com Massa liderando uma volta até entrar nos boxes na seguinte. Líder, Alonso parou logo depois, voltando atrás do brasileiro. O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) liderou quatro voltas, até fazer a sua parada, deixando a ponta, por uma volta, para o parceiro de equipe, o alemão Nico Rosberg.

O alemão Adrian Sutil (Force India) assumiu a liderança pela primeira vez na categoria. Alonso antecipou a segunda parada, entrando uma volta antes de Sutil e Vettel, ganhando as duas posições.

Massa foi para os boxes; três voltas depois que Alonso, deixando a ponta para Raikkonen. O finlandês era seguido por Hamilton (também com a tática de duas paradas), Alonso, Vettel e Sutil.

Mesmo sendo um dos mais rápidos da pista, Massa acabou ficando preso atrás de Sutil, perdendo contato com os quatro primeiros.

Raikkonen entrou nos boxes pela segunda vez na 34ª volta, voltando em quinto, atrás de Massa, que não conseguia superar Sutil. Alonso assumiu a ponta provisoriamente por quatro voltas, até fazer a sua terceira parada. Vettel também foi para os boxes.

Sem passar Sutil, então líder, na pista, Massa antecipou a sua última parada. Com a parada do alemão da Force India, que ainda tinha que usar os supermacios, Raikkonen reassumiu a ponta com tranqüilidade na 43ª volta.

No final das 58 voltas, o Campeão Mundial de 2007 recebeu a bandeira quadriculada com doze segundos de vantagem sobre Alonso. Vettel completou o pódio.

Massa foi o quarto, seguido por Hamilton e Webber. Sutil, seu parceiro de equipe, o escocês Paul di Resta, o britânico Jenson Button (McLaren) e o parceiro do vencedor, o francês Romain Grosjean completaram a zona de pontos.

Entre os cinco estreantes, o melhor foi o mexicano Estaban Gutierrez (Sauber) na 13ª posição.

Apenas três pilotos abandonaram. O venezuelano Pastor Maldonado (Williams) na 25ª volta, após uma rodada, Rosberg, com problemas elétricos na seguinte, e o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso), com problemas no motor na 40ª.

Raikkonen liderou 27 voltas, Sutil onze, Vettel e Alonso seis cada, Hamilton quatro, Massa três e Rosberg uma.

O GP da Austrália foi o menor media de idade da história da categoria: 27 anos, dois meses e 20 dias.

A segunda etapa, o GP da Malásia, acontece no próximo domingo. 

Foto: Site oficial da equipe

Final:

1.º  Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) 58 voltas em 1h30m03.225s
2.º  Fernando Alonso (Ferrari), a 12.451s
3.º  Sebastian Vettel (Red Bull-Renault), a 22.346s
4.º  Felipe Massa (Ferrari), a 33.577s
5.º  Lewis Hamilton (Mercedes), a 45.561s
6.º  Mark Webber (Red Bull-Renault), a 46.800s
7.º  Adrian Sutil (Force India-Mercedes), a 1m05.068s
8.º  Paul di Resta (Force India-Mercedes), a 1m08.449s
9.º  Jenson Button (McLaren-Mercedes), a 1m21.630s
10.º  Romain Grosjean (Lotus-Renault), a 1m22.759s
11.º  Sergio Perez (McLaren-Mercedes), a 1m23.367s
12.º  Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari), a 1m23.857s
13.º  Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) a 1 volta
14.º  Valtteri Bottas (Williams-Renault), a 1 volta
15.º  Jules Bianchi (Marussia-Cosworth), a 1 volta
16.º  Charles Pic (Caterham-Renault), a 2 voltas
17.º  Max Chilton (Marussia-Cosworth), a 2 voltas
18.º  Giedo van der Garde (Caterham-Renault), a 2 voltas

Não terminaram a corrida
Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari)
Nico Rosberg (Mercedes)
Pastor Maldonado (Williams-Renault)
Nico Hulkenberg (Sauber-Ferrari)

Mundial de pilotos
1.º  Raikkonen      25      
2.º  Alonso         18      
3.º  Vettel         15       
4.º  Massa          12
5.º  Hamilton       10      
6.º  Webber          8      
7.º  Sutil           6     
8.º  Di Resta        4     
9.º  Button          2     
10.º  Grosjean        1     

Mundial de construtores
1.º  Ferrari 30
2.º  Lotus-Renault 26
3.º  Red Bull-Renault 23
4.º  Mercedes 10
5.º  Force India-Mercedes 10
6.º  McLaren-Mercedes 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *