F1: Com suspeitas de corrupção, GP de Valência pode ser excluído do calendário

Problemas de corrupção não são restritos ao Brasil e o ambiente político. Segundo informações de agências espanholas divulgadas nesta sexta-feira, Francisco Camps, presidente de um órgão político de Valência, está sendo acusado de receber propina para permitir a realização da Fórmula 1 nas ruas da cidade.

Depois de estrear na categoria máxima do automobilismo na última temporada, o circuito de rua espanhol corre o risco de deixar o calendário devido a um esquema de corrupção.Segundo a acusação, Camps teria recebido cerca de 40 mil dólares (R$ 115 mil) para facilitar a realização da corrida pelo segundo ano consecutivo.

Ocorrendo a veracidade das acusações, a cidade de Valência perderia o apoio do governo local e, com isso,não ter recursos suficientes para sediar o evento. Sem o dinheiro da prefeitura, a cidade deixaria o calendário da competição.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *