F1: ‘Compramos a lealdade da Ferrari’, diz Ecclestone

Inglês revela acordo de R$ 188 mi para manter a escuderia na Fórmula 1 em 2003.

O chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, rebateu as críticas do presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, sugerindo que a escuderia de Maranello teria sido “comprada” pela FOM para não cumprir as ameaças de criar uma categoria própria em 2003.

Montezemolo disse nesta semana que Ecclestone deveria se aposentar, criticando a maneira como a Fórmula 1 era administrada. “O certo é que acabou o tempo em que era preciso dividir e conquistar para governar na Fórmula 1”.

Ecclestone, por sua vez, respondeu revelando um suposto acordo de US$ 80 milhões (cerca de R$ 188 milhões) para manter a Ferrari na categoria.

“A única coisa que ele não mencionou é o dinheiro extra que a Ferrari recebe a mais do que os outros times e todas as regalias que a Ferrari teve há anos” disse Ecclestone ao jornal “Times”.

“Eles sabem exatamente quanto ganham, não são estúpidos, mas também não são espertos. Eles recebem cerca de US$ 80 milhões a mais”, continuou. “Compramos a Ferrari. Compramos sua lealdade. Nosso acordo com a Ferrari era que a “compraríamos” para que eles não fossem para outras [categorias]”, revelou o inglês.

Fonte: Tazio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *