F1: David Richards viaja para o Oriente Médio para tentar viabilizar compra da Honda

David Richards, dono da Prodrive, empresa que entraria na Fórmula 1 em 2008, voou para o Oriente Médio neste fim de semana. O dirigente terá reuniões com investidores para discutir uma possível compra do que restou da Honda. O inglês está considerando um retorno à categoria, após passagens pela BAR e Benetton.

O fundo de investimentos Dar Company (TID), do Kuwait, é sócio da Prodrive e estaria interessado em financiar a compra da Honda.

“Temos um grupo de pessoas no Oriente Médio que gostaria de apóiar a minha entrada na Fórmula 1 e estão sendo específicos sobre o prazo. Mas temos de concordar que o momento é o ideal”, diz Richards, em entrevista ao jornal inglês “Mail on Sunday”.
 
Nick Fry, chefe da Honda na Fórmula 1, disse na sexta-feira que espera dar notícias sobre a busca por um comprador para a equipe logo após a virada do ano. Mas Richards admite que o negócio em que está envolvido necessita de um pouco de cautela para avançar.
 
“Quando você senta para conversar e percebe a seriedade da situação em que vai entrar, os investidores precisam pensar um pouco melhor antes de arriscar. Você precisa construir uma boa base de dinheiro, provavelmente para três anos, antes de equilibrar as contas”.

De acordo com o “Mail on Sunday”, outros interessados na Honda seriam Achilleas Kallakis, milionário grego do ramo da navegação, e Vijay Mallya, chefe da Force India. David Richards, por sua vez, viu seu interesse na equipe crescer após a retirada da Subaru do Mundial de Rali (WRC), que era comandada por sua Prodrive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *