F1: CVC abre investigação sobre corrupção na Fórmula 1

Nome de Ecclestone está envolvido em suspeita de propina a ex-banqueiro

A CVC capital, detentora dos direitos da Fórmula 1, abriu uma investigação para analisar as acusações de fraude na venda dos direitos em 2006.

O assunto veio à tona quando a imprensa alemã publicou que o ex-banqueiro Gerhard Gribkowsky havia recebido 50 milhões de dólares de propina para vender as ações do banco BayernLB na F-1 abaixo do preço real. Em fevereiro, o jornal “Suddeutschen Zeitung” afirmou que o dinheiro teria sido pago por Bernie Ecclestone.

De acordo com a emissora “Sky News”, a CVC contratou uma empresa de auditoria, a Ernst & Young, e um escritório de advocacia para analisar todas as acusações e conduzir as investigações. As empresas devem dar uma resposta em algumas semanas.

Gribkowsky foi preso na Alemanha no começo do ano e Ecclestone já negou qualquer contato com o ex-banqueiro, embora a imprensa alemã tenha publicado uma suposta carta demonstrando contato entre ambos.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *