F1: Desgaste da pista de Interlagos chama a atenção às vésperas do GP Brasil

A deterioração do asfalto do circuito de Interlagos em alguns pontos críticos chamou a atenção da Organização Desportiva do GP Brasil em vistoria realizada no autódromo neste domingo, uma semana antes da corrida que encerra o Mundial de Fórmula 1 2006.


Há desgaste e borracha queimada em diversos pontos, decorrentes do mau uso da pista ao longo do ano, que não tem a fiscalização adequada. Uma das principais causas do problema é uma exibição conhecida por “zerinho”, feita por algumas categorias. Nessa apresentação, os veículos estacionam na pista e giram em torno de seu eixo, desgastando o piso. O problema é permanente e só é resolvido com fresagem e recapeamento da pista.

Outro problema identificado foi a presença de manchas de cimento que também mudam as características da superfície. Essas manchas são decorrentes do uso de cimento para secar vazamentos de óleo. O correto é utilizar um produto apropriado à base de pó não cimentício e biodegradável, que absorve o óleo sem prejudicar o asfalto.

O inspetor de segurança da FIA, Charlie Whiting, fará nova vistoria na pista nesta semana, às vésperas da corrida.

O GP Brasil de Fórmula 1 acontece nos dias 20, 21 e 22 de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *