F1: Diretor da McLaren minimiza perda financeira com saída da Honda


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

A troca do fornecedor dos motores da McLaren a partir da próxima temporada deve acarretar em várias consequências no planejamento da equipe para a próxima temporada. Se uma delas é bastante favorável – a iminente permanência de Fernando Alonso na escuderia-, outras podem ser bastantes maléficas à empresa.

Segundo informações publicadas pela imprensa internacional, a equipe britânica deve ter um prejuízo próximo a € 125 milhões (aproximadamente R$ 470 milhões) por ter rescindido o contrato com a montadora japonesa. Apesar de lamentar o aporte financeiro perdido, o diretor-executivo, Zak Brown, acredita que o valor será recuperado com novos patrocinadores.

“Esperávamos isso, de modo que temos pessoas trabalhando em cima disso. Seria melhor se tivéssemos anunciado isso antes das férias de verão, já que você sempre quer mais tempo para conseguir patrocinadores, mas não queremos usar isso como desculpa”, revelou ao site norte-americano Motorsport.

“Vamos chegar a um acordo econômico que precisamos, e isso não vai afetar nosso orçamento. Vamos continuar investindo dinheiro quando tiver de ser feito, de modo que isso não vai afetar nosso produto de competição”, comentou.

O diretor comentou ainda que mesmo com o enorme prejuízo da equipe, a busca por melhores resultados com a nova fornecedora de motores compensará os valores perdidos. “Não vai ser fácil em razão da magnitude de dinheiro neste período de tempo, mas temos uma grande equipe comercial. Não vai ser fácil, mas é possível conseguir. Agora estamos concentrados no ano que vem e somos otimistas. Nenhuma equipe pode seguir em frente sem sucesso”, finalizou.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *