F1: Diretor diz que Toro Rosso não negocia com R. Schumacher

A Fórmula 1 não deverá ter dois membros da família Schumacher em 2010, segundo declarou nesta quarta-feira o diretor esportivo da Toro Rosso, Franz Tost. Nos últimos dias, surgiu a informação que Ralf Schumacher (irmão de Michael) estaria negociando com a escuderia italiana.

“Eu não sei nada sobre isso ( negociações com Ralf). Simplesmente não é verdade. Pelo menos até onde me cabe, isso não faz nenhum sentido”, garantiu o dirigente austríaco para a revista alemã Auto Motor und Sport.

Aos 34 anos, Schumacher deixou a F-1 em 2007, após se desligar da Toyota. Em 11 temporadas na principal categoria do automobilismo, o irmão mais novo de Michael venceu seis corridas e terminou dois anos como quarto colocado (2001 e 2002), sua melhor classificação.

O alemão deseja voltar a categoria e afirmou ter recebido sondagens de uma das equipes estreantes (Lotus, Campos, US F1 e Virgin). Entretanto, Virgin, com Lucas Di Grassi e Timo Glock, e Lotus, com Iarno Trulli e Heikki Kovalainen, já definiram as equipes. A Campos confirmou Bruno Senna e apenas a US F1 não se pronunciou sobre seus pilotos.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *