F1: Dono confirma projeto para vender Toro Rosso até 2010

Apesar de já ter negado em outras ocasiões a intenção de vender a escuderia Toro Rosso, Dietrich Mateschitz admitiu que seus dias de proprietário do time estão contados. Em entrevista à imprensa suíça, ele afirmou que espera encontrar um interessado até o final da próxima temporada. O motivo, como sempre, são os altos custos envolvidos na manutenção de uma equipe de Fórmula 1.

Segundo Mateschitz, com as previsões de gasto pelo Pacto da Concórdia no início de 2010 não há como ele se manter à frente do negócio. “Não é um grande segredo que precisamos colocar a Toro Rosso no mercado”, admitiu.


“No início de 2010 haverá uma mudança de regras e não haverá mais sinergia entre a Red Bull Racing e a Scuderia Toro Rosso. Por isso, haverá a necessidade de continuarmos apenas com uma equipe. Não vamos vender a Toro Rosso durante a temporada de 2008, mas isto acontecerá até o final de 2010”.


Mateschitz é sócio do alemão Gerhard Berger no empreendimento. Além da Toro Rosso, ele também é proprietário da Red Bull.


Comentários sobre os projetos de venda do sócio ganharam força no GP de Melbourne no último final de semana depois que o empresário russo Roustam Tariko foi visto com Berger. Há alguns anos, Tariko já tinha demonstrado interesse em comprar uma equipe de F-1.


Mas o russo não é o único nome cotado para assumir a escuderia. Responsável pela A1GP, Tony Teixeira também tem sido cogitado entre os prováveis aspirantes ao time. “Nós só vamos vender a equipe e ela for para mãos seguras”, destaca Mateschitz.


A Toro Rosso é a herdeira da Minardi, de Paul Stoddart, na principal categoria do automobilismo internacional. Em 2006, a equipe foi comprada por Mateschitz.


Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *