F1: Dono da Lotus lamenta deterioração da relação com Kubica

Vítima de um grave acidente de rally no ano passado, Robert Kubica permanece afastado da Fórmula 1. Gerard Lopez, proprietário da Lotus, a antiga Renault, equipe na qual o polonês competiu pela última vez, lamentou o deterioro da relação com o piloto ao longo da última temporada.

“Estou triste pelo que aconteceu. Foi muito difícil para nós e ainda mais para o Robert. Nós fizemos tudo que podíamos e ainda mais na medida em que respeitamos os acordo que tínhamos com ele”, declarou o executivo em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport.

O contrato de Kubica foi encerrado no final do ano passado, mas Lopez garantiu que a equipe gostaria de seguir com ele. “Estávamos prontos para continuar e descobrir como fazê-lo voltar mais cedo para dentro do carro. Não estou nada feliz com o que aconteceu depois. Não poderíamos ter feito mais”, declarou.

Enquanto Kubica se recuperava do grave acidente de rally, surgiram boatos de uma aproximação entre o piloto polonês e a Ferrari, que tem o brasileiro Felipe Massa em seu último ano de contrato. Questionado sobre o tema, Lopez deu a entender que os rumores influenciaram no deterioro da relação do competidor com sua equipe.

“Não sei se foi uma ilusão do Robert ou de outra pessoa. Sabíamos que um retorno em 2011 não seria possível. Não o apressamos, mas seus empresários colocaram pressão nele. Não sei se isso teve a ver com o interesse que eles tinham pela Ferrari, mas nossa porta foi deixada aberta por um longo tempo”, afirmou.

De forma diplomática, o proprietário da Lotus não deixou de elogiar Robert Kubica, apontado como um dos pilotos mais talentosos do grid antes do acidente. “Acho que ele faz parte do pequeno grupo de pilotos que podem vencer com um carro que não é o melhor. É uma grande perda”, encerrou.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *