F1: Ecclestone afirma que tentou ajudar a Honda com dinheiro

Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, afirmou que se prontificou a ajudar financeiramente a Honda, mas a equipe recusou. Ecclestone queria comprar o espólio da Honda para os integrantes da equipe. A negativa lhe foi dada por Ross Brawn e Nick Fry, chefes da escuderia.

“Eu tentei ajudar. Eles deveriam ter aceitado a minha oferta. Era uma boa proposta para todos os interessados. Resultaria em uma proteção completa mas eles optaram por fazer as coisas da maneira deles. Agora tudo o que podemos fazer é esperar e torcer”, disse Ecclestone ao jornal News of the World.


Segundo a publicação a oferta de Bernie teria sido de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 233 milhões) por parte da equipe e que Brawn e Fry ficariam com 17,5% da escuderia para cada um.


Ecclestone ainda disse que uma das razões que espera que a equipe da Honda seja comprada é a possível presença do brasileiro Bruno Senna como piloto da escuderia. “Seria fantástico para todo o mundo ter de volta na Fórmula 1 o nome Senna”.


Também conhecido por ser uma figura polêmica na Fórmula 1, Bernie alfinetou a Honda. “Se tivéssemos perdido a McLaren ou a Ferrari, ou um time como a BMW, as pessoas poderiam pensar sobre o que está acontecendo. Mas creio que esse seja o caso da Honda. Eles não fizeram muito no ano passado, fizeram?”, questionou.


Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *