F1: Ecclestone aponta falhas e critica novos motores da Fórmula 1

Afastado do cargo de diretor da Fórmula 1 por estar sendo julgado pelo caso de suborno envolvendo a compra dos direitos da categoria, Bernie Ecclestone não está gostando do que está vendo nesse início de pré-temporada, em Jerez de la Frontera, na Espanha. Fazendo diversas críticas, o dirigente garante que já esperava pelos problemas.

“Olhe para os últimos dias. Eu disse que seria assim”, disse Ecclestone em entrevista ao Daily Mail, referindo-se aos problemas que diversas equipes apresentaram ao longo dos três primeiros dias de testes. “As pessoas querem barulho. Querem algo especial. A F1 é isso. Agora nós temos motores silenciosos e ninguém na pista”, completou.

A principal mudança desta temporada em relação a de 2013 foi a implementação dos novos motores V6 Turbo, o que ajuda na redução do gasto de combustíveis. Além de já demonstrar sua preferência pelo antigo V8, ele afirma que a mudança não tem sentido principalmente pela atitude de algumas equipes.

“Eles insistiram nesses motores. Se eles queriam correr assim, deveriam ir para Le Mans. A Mercedes está levando 23 caminhões com eles para todos os lugares. Se eles realmente queriam economizar combustível, deveriam parar com isso”, concluiu.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *