F1: Ecclestone diz que GP dos EUA não é vital para a categoria

O empresário da Fórmula 1 Bernie Ecclestone alertou os organizadores do Grande Prêmio dos Estados Unidos que no futuro poderá levar a corrida para outro lugar se não conseguir fechar um novo acordo com Indianápolis.

“Não é vital para a Fórmula 1 estar nos Estados Unidos”, disse o empresário de 76 anos ao jornal britânico Daily Express de quinta-feira, três dias antes do GP dos EUA desta temporada.

“Há mercados maiores para que estejamos em outras partes do mundo. Poderemos estar na Índia em breve em vez dos Estados Unidos. Não temos muitos patrocinadores dos EUA, nenhuma equipe norte-americana e apenas um piloto”, completou ele.

“Espero que possamos fechar um acordo, mas temos ofertas de outros lugares nos EUA também.”

Indianápolis está no último ano de um contrato para sediar uma corrida de Fórmula 1, que acontece desde 2000 no local. Ecclestone já falou antes em levar a categoria para circuitos de rua em Las Vegas ou Nova York.

Entretanto, ele também enfrenta um problema de espaço no calendário, com Valência e Cingapura confirmadas para o ano que vem, enquanto Abu Dhabi deve fazer sua estréia em 2009 e a Coréia do Sul em 2010.

A Índia também está fazendo um forte lobby para ter uma corrida e Suzuka quer voltar ao campeonato como uma segunda prova japonesa, depois de ser substituída por Fuji.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *