F1: Ecclestone fecha acordo e defende medalhas na F-1

Principal dirigente da Fórmula 1, Bernie Ecclestone participou nesta quarta-feira, em Londres, do anúncio oficial de um acordo com a empresa sul-coreana LG, nova patrocinadora da Fórmula 1, e voltou a defender a adoção de medalhas como premiação aos pilotos.

A intenção de Ecclestone é que o Mundial de Pilotos seja decido pelo número de medalhas de ouro atribuídas aos vencedores das provas, com os segundos e terceiros lugares recebendo prata e bronze, respectivamente. Se aprovada, a medida pode entrar em vigor já na próxima temporada da F-1.


Ecclestone disse que espera uma aprovação da FIA sobre a mudança do sistema tradicional de pontuação, em assembléia geral convocada para o próximo mês. Caso seja implantada, a nova premiação beneficiará o piloto que ganhar mais corridas, e não aquele que somar mais pontos durante a temporada.


Neste ano, o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, conquistaria o título sobre o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, caso o modelo de premiação por medalhas estivesse em vigência – ele venceu seis provas em 2008, contra cinco do campeão da temporada.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *