F1: Em busca de vaga na F-1, Kobayashi mostra preferência pela Lotus

Sem vaga na equipe Toyota, que anunciou nesta semana o encerramento de suas atividades na Fórmula 1 após oito anos, o piloto japonês Kamui Kobayashi ainda busca o seu espaço para poder correr em 2010. Na falta de dinheiro para pagar por uma vaga, ele espera ser chamado por uma das novas escuderias, de preferência a Lotus.

Apesar das dificuldades em encontrar vaga em uma equipe, o piloto de 23 anos acredita que haverá opções nas novatas. “Há quatro novas equipes e ainda com opções. Se eu pudesse escolher uma equipe, eu escolheria a Lotus”, afirmou o piloto japonês à imprensa francesa.

No caso, se for escolhido pela nova Lotus, ele poderá voltar a ser companheiro do italiano Jarno Trulli, a quem superou na Toyota em suas duas corridas como titular. Trulli é um dos pilotos preferidos de Mike Gascoyne, diretor da Lotus. O problema para Kobayashi é que o mesmo dirigente já afirmou querer uma dupla de pilotos experientes em sua equipe.

Enquanto o japonês tem apenas duas corridas na categoria, concorrentes como o austríaco Christian Klien e o canadense Jacques Villeneuve, campeão mundial de 1997, carregam mais provas e categorias no currículo, além de poderem levar patrocinadores para a Lotus, o que dificilmente deverá ocorrer com Kamui Kobayashi.

Formado pelo programa de pilotos da Toyota, assim como o compatriota Kazuki Nakajima, Kobayashi agradou aos dirigentes da equipe japonesa e estava próximo de acordo para correr no ano que vem, quando soube do anúncio do fim da escuderia.

“Obviamente, meu lugar na Toyota foi perdido. Eu estava próximo de assinar um contrato para 2010”, lamentou Kobayashi, que se não conseguir uma vaga na Fórmula 1 deverá voltar a trabalhar fazendo sushi no restaurante de seu pai, no Japão.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *