F1: Em comunicado, pilotos criticam preço de super licença

Pela primeira vez publicamente, os pilotos da Fórmula 1 reclamaram do preço cobrado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para a emissão da super licença, documento obrigatório para se pilotar um carro da categoria. Neste sábado, a Associação de Pilotos de Grandes Prêmios (GPDA) soltou um comunicado criticando o sucessivo aumento nos últimos anos.

Para 2009, a super licença custa 10.400 euros fixos mais 2.100 por cada ponto conquistado na temporada anterior. Desta forma, o brasileiro Felipe Massa terá que desembolsar nada menos que 214.100 euros para lutar pelo sonhado título mundial este ano.

Em 2007, os preços eram de 1725 euros pelo documento mais 456 euros por ponto. Ou seja, se os preços fossem mantidos, o ferrarista faria uma grande economia, gastando 45957 euros para competir.

A insatisfação dos pilotos foi revelada em meados de janeiro pela publicação especializada AutoSport que acrescentou a orientação da GPDA para que os pilotos não fizessem a “carteirinha” até que se chegasse a um consenso – no entanto, competidores importantes como Felipe Massa, Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton não fazem parte da entidade.

“Estes aumentos foram feitos sem uma prévia consulta aos pilotos, que ficaram sabendo dele ao receberem as faturas através das equipes e pela imprensa em janeiro. (…). Não somos contrários a um aumento racional, mas ele deve cobrir os custos administrativos e outros relativos à manutenção das licenças. Portanto, nos oferecemos a pagar a quantia de 2007 acrescida da inflação que houve desde então”, afirma o documento da GPDA.

O argumento da FIA de que as taxas da super licença são revertidas para a segurança dos competidores foi rebatido. “É dever das equipes oferecer um carro seguro, é dever dos circuitos fornecer segurança e é dever dos fabricantes fornecer equipamentos seguros. Essas taxas não devem ser uma fonte de receita para a FIA”, destacou o comunicado.

A GPDA ainda ressaltou que a super licença mais próxima dos valores praticados pela Fórmula 1 é a da Nascar, onde cada piloto gasta cerca de 4000 dólares por temporada.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *