F1: Em fase difícil, Massa encara provas com mais ‘dor que prazer’

Já faz quatro anos que Felipe Massa deixou a Sauber, mas em 2009 quando o piloto vai à pista o carro vermelho da Ferrari se assemelha bastante ao azul e verde da antiga equipe suíça. Se não fala exatamente isso com suas próprias palavras, o brasileiro já admite estar sofrendo muito com a atual crise em Maranello, contando que tem encarado as últimas corridas com mais ‘dor que prazer’.

Repetindo um vexame que não acontecia desde 1981, a Ferrari passou os três primeiros grandes prêmios desta temporada sem marcar pontos, o que já fez Massa garantir que apenas uma ‘besteira’ da Brawn GP pode deixar os italianos ainda com esperanças de brigar pelo título da Fórmula 1.

Agora, o atual vice-campeão mundial foi ainda mais duro nas críticas, em entrevista publicada no site oficial da Scuderia. “Os dias de falar sobre vencer ou estar no pódio parecem ter ficado muito para trás neste momento. Sendo honesto, ir às provas atualmente é mais uma dor que um prazer”.

Entretanto, essas dificuldades não são algo que levará Massa a desistir do campeonato, sendo que ele se animou com o bom desempenho apresentado no molhado circuito da China.

“Não vou desistir da esperança. No fim-de-semana em Xangai houve alguns momentos brilhantes, pude recuperar muitos lugares e estava em um ritmo semelhante aos caras da frente. Pelo lado negativo, de novo a confiabilidade não nos permitiu encerrar a etapa”, disse o paulista, que estava em terceiro quando uma falha elétrica interrompeu suas atividades.

Tentando acreditar na possibilidade de recuperação, o ferrarista utiliza até o histórico, que no Bahrein lhe é favorável com duas vitórias em 2007 e 2008. “Sempre fui bem no Sakhir, ganhando nos últimos dois anos, então tomara que isso seja um bom sinal”, afirmou ele, que deve ter o KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) de volta em seu F60 para a corrida do próximo domingo. “Eu realmente espero ser mais competitivo, especialmente se tivermos o KERS, o que deve representar uma vantagem significativa nesse circuito”.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *