F1: Epsilon Euskadi quer entrar na Fórmula 1 em 2011

Mesmo com as dificuldades enfrentadas por Virgin, Hispania e Lotus, o empresário Joan Villadelprat, idealizador da equipe Epsilon Euskadi, sonha em participar do Mundial de Fórmaula 1 de 2011. Ele não conseguiu um lugar para a escuderia no grid desta temporada.

“Você sempre acha que pode fazer melhor, mas estou com os pés no chão e sei que quando você começa uma nova equipe, é um trabalho de quatro anos. Esqueça o primeiro ano. É preciso quatro anos para achar as pessoas certas, ganhar estabilidade, resolver a parte econômica e acertar o trabalho”, disse Villadelprat ao Autosport.
Para o empresário, os problemas nas primeiras corridas na Fórmula 1 são esperados. “Eu não estou surpreso. É tão difícil para as novas equipes quanto será para nós. Mas tudo depende dos recursos e do espírito que você tem para atingir isso rapidamente”, afirmou o empresário.
Villadelprat diz que ficar de fora do Mundial desta temporada foi frustrante e atualmente trabalha para recuperar os patrocinadores que reuniu no ano passado. Ele afirma que ainda não conseguiu os recursos necessários, mas que está próximo.
O francês Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), visitaria a fábrica da Epsilon Euskadi durante a semana, mas as condições climáticas impediram a sua chegada. Villadelprat, por sua vez, diz que sua equipe está pronta para prestar esclarecimentos à entidade.
“Estamos esperando que eles venham e digam: ”nós queremos isso, isso e isso””, diz o empresário, que recusa o favoritismo na concorrência com a Stefan GP – equipe sérvia também concorrente a uma vaga na categoria. “Não podemos fazer esse tipo de afirmação. Somos apenas uma das equipes candidatas”, afirma Villadelprat.
O empresário diz que espera da FIA decisão sobre o assunto até a primeira metade de julho. Para Joan Villadelprat, o momento de estabilidade política na Fórmula 1, após a conturbada última temporada é ideal para a entidade escolher a 13ª equipe do grid da principal categoria do automobilismo.
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *