F1: Espanhola Maria de Villota é encontrada morta em hotel

A espanhola Maria de Villota foi encontrada morta em um quarto de hotel em Sevilha, aos 33 anos de idade, nesta sexta-feira. A ex-piloto foi vítima de um grave acidente durante um teste com um carro de Fórmula 1 da Marussia na temporada passada, em que perdeu o olho direito, mas já havia deixado o hospital e chegou a comparecer ao paddock do Grande Prêmio da Espanha. A causa da morte ainda não foi esclarecida.

“Queridos amigos, Maria nos deixou. Teve que ir ao céu como todos os outros anjos. Agradecemos a Deus pelo ano e meio extra que a deixou conosco”, diz uma nota assinada pela família Villota na página do Facebook da ex-piloto.

Maria de Villota sofreu um grave acidente durante um teste em linha reta com o carro da Marussia no aeroporto de Duxford, na Inglaterra, na temporada passada. Ela se chocou com um trailer da equipe e teve seu crânio perfurado, precisando passar por cirurgias para sua recuperação, e perdeu seu olho direito.

Filha do ex-piloto de Fórmula 1 Emilio de Villota, ela competiu na Fórmula Superliga e tinha como ambição chegar à categoria de elite do automobilismo mundial, mas sofreu o acidente quando era reserva da Marussia, o que acabou com suas pretensões. Desde então, fazia palestras sobre segurança no trânsito e valorização da vida.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *